Saídas

Saiba mais sobre as nossas saídas de mergulho e descubra a diversidade de locais de mergulho que temos para si! 

 

Próximas Saídas

Encontre a experiência perfeita de mergulho.

As saídas de mergulho destinam-se a mergulhadores certificados, que queiram conhecer e explorar os melhores locais de mergulho da Reserva Natural da Berlenga, em Peniche!

No nosso centro realizamos saídas de mergulho duplas (2 mergulhos em locais diferentes) às 9h, pelo que deverá comparecer no centro com pelo menos 30 minutos de antecedência. O intervalo de superfície é passado na Ilha da Berlenga onde poderá comer algo, descansar ou até mesmo dar um breve passeio. O regresso é por volta das 16h.

As saídas incluem garrafas 12L, cinto e lastros, guia de mergulho, seguro, viagens nas nossas embarcações semirrígidas, água e snack – recomendamos que traga um reforço alimentar. No final pode tomar um duche quente nos nossos balneários. Para aluguer de equipamento, garrafas 15L e Nitrox, consulte a lista de preços.

Reserve já ou contacte-nos para mais informação!

Locais de Mergulho

Explore os melhores locais de mergulho

Jardim das Gorgónias

Peixes
Dificuldade
Prof. Max. 20 metros
Certificação PADI OWD

Tal como o nome sugere, gorgónias das mais variadas cores e tamanhos caracterizam este local. A complexa morfologia do substrato consiste numa faixa rochosa que descreve, a partir da costa, uma trajectória curva decrescente para Este. Esta complexidade permite a ocorrência de uma grande variedade de habitats associada a uma elevada riqueza e diversidade biológica, com a ocorrência de várias espécies bentónicas móveis e sésseis. De entre as formas sésseis destaca-se a anémona-tubo, que vive em tubos feitos de muco encrostado de sedimento. Apesar da sua semelhança com as anémonas, a anémona-tubo é mais próxima dos corais negros.
* Texto gentilmente cedido por Tridacna, Associação de Actividades Subaquáticas, editores do "Roteiro Subaquático de Sesimbra"

Baia da Armação

Peixes
Dificuldade
Prof. Max. 15 metros
Certificação PADI OWD

Local caracterizado pela presença de grandes blocos rochosos junto à linha de costa, dispostos de forma irregular. Entre os blocos poderão encontrar-se várias passagens estreitas onde se fixam colónias de anémonas, ascídias e diversas espécies de esponjas incrustantes. Ao deslocar-se para o interior da baía, irá encontrar vários calhaus rolados espalhados no fundo de areia onde se abrigam, com regularidade, polvos e linguados. Os linguados, grandes mestres da camuflagem, podem viver até aos 30 anos mas, devido ao seu elevado valor comercial, são geralmente capturados com apenas alguns anos de vida.
* Texto gentilmente cedido por Tridacna, Associação de Actividades Subaquáticas, editores do "Roteiro Subaquático de Sesimbra"

Pedra do Leão

Peixes
Dificuldade
Prof. Max. 14 metros
Certificação PADI OWD ou equivalente

Em função das condições do mar, é aconselhado que desça junto a uma das vertentes da pedra, onde poderá observar as espantosas colónias de anémonas-jóia, assim como inúmeras ascídias e esponjas incrustantes das mais variadas cores. As anémonas-jóia reproduzem-se dividindo-se ao meio, dando origem a duas novas anémonas idênticas,produzindo densos grupos de cores fantásticas. Para além das anémonas poderá ainda observar, no interior da passagem que atravessa a Pedra do Leão, grandes cardumes de sargos, fanecas e julianas usufruindo da elevada corrente que ai se faz sentir. Apresenta-se como umlocal extraordinário para a macro fotografia.
* Texto gentilmente cedido por Tridacna, Associação de Actividades Subaquáticas, editores do "Roteiro Subaquático de Sesimbra"

Pedra do Meio

Peixes
Dificuldade
Prof. Max. 14 metros
Certificação PADI OWD

Localizada sensivelmente a meio da baía de Sesimbra, conhecida entre os pescadores por "Pedra do Meio", consiste em duas extensas lajes resultantes da dinamitação da original para a passagem de um emissário urbano proveniente de Sesimbra. Trata-se de um local com excelentes condições para o mergulho noturno devido a sua fácil navegação (com a laje servindo como ponto de referência) e diversidade de fendas e cavidades ai existentes, que albergam inúmeras espécies crípticas, que têm a sua atividade maioritariamente durante a noite, tais como o safio e a anémona de bagas. Esta rara anémona produz um cenário magnífico com os seus tentáculos venenosos à deriva na coluna de água, que utiliza para caçar durante a noite.
* Texto gentilmente cedido por Tridacna, Associação de Actividades Subaquáticas, editores do "Roteiro Subaquático de Sesimbra"